terça-feira, junho 19, 2007

Sábado comprei o livro de poemas "Pedro, lembrando Inês". Descobri que gosto de o ler entre tarefas, um poema de cada vez. Este abriu-me um enorme sorriso :)

No paraíso, na idade do ouro,
ouvindo os anjos tocarem alaúde
e flauta, as nuvens acorrem
como ovelhas
à sua beira. Então, os santos
pegam nas tesouras e começam
a tosquia das nuvens. Lá
em baixo, nos prados onde as almas
se juntam, começa a chover: e como
já não haverá guarda-chuvas,
na idade do ouro,
as almas constipam-se,
amaldiçoando
as ovelhas, as nuvens
e os santos. Só os anjos, continuando
a tocar, se riem, beatíficos, ouvindo
o bater da chuva
por entre o espirrar
das almas.


Nuno Júdice em Pedro, lembrando Inês

12 comentários:

PiresF disse...

Não conheço.
...também é para isto que servem os blogs.

Abraço.

Maite disse...

Caro PiresF

Imagino que se refira ao poema e não ao poeta, obviamente. É um livro que vale a pena ter.

A imagética deste poema é tão deslumbrante por ser ao mesmo tempo uma construção tão delicada e uma mensagem tão pertinente, profunda e actual.

Abraço

mixtu disse...

não conhecia, gostei do que li...

abrazo

Maite disse...

Caro Mixtu

Ainda bem que gostou :)

Abrazo

Zénite disse...

Nuvens brancas, súbitas, palavras de água, como cordeiros do céu guardados pelo vento que enfuna simultaneamente paramentos e cortinas de um acervo de catedrais góticas.

Gostei.

Boa-noite, Maite!

bloguecomgrelos.blogspot.com disse...

Minha querida, sei que não me conhece mas isso tem pouca importância para aquilo que lhe quero dizer. Depois de muito me passear neste mundo virtual e verificar um sem número de prémios atribuídos, achei que este estava em falta.

O blogue com grelos premeia mulheres que, na sua escrita para além de mostrarem uma preocupação pelo mundo à sua volta ainda conseguem dar um pouco de si, dos seus sentires e com isso tornar mais leve a vida dos outros. Mulheres, mães, profissionais que espalham a palavra de uma forma emotiva e cativante. Que nos falam da guerra mas também do amor.

A escrita no feminino, em toda a net lusófona tem que ser distinguida e você, cara amiga, acabou de ser nomeada.

Marta F.
http://bloguecomgrelos.blogspot.com/

mixtu disse...

é curioso que a minha leitura é tambem entre tarefas, devagar...

abrazo e boa leitura

Maite disse...

Caro Zénite

Gostei dessa sua abordagem poética ao poema de Nuno Júdice. :)

Bom final de tarde para si

Maite disse...

Cara Marta

Muito obrigada pela sua nomeação, unexpected, I may say, very unexpected :)

Bom final de tarde para si

Maite disse...

Caro Mixtu

Houve tempos em que ficava tardes inteiras e pela noite dentro a ler. Hoje em dia gosto de o fazer sempre que tenho um bocadinho disponível e ... devagar :) Por isso é que ainda não acabei de ler o conto de Cortazar, no seu blog. Mas já avancei até que se organizaram para ir comprar mantimentos e ninguém parecia disponível para lhos vender. Consegui mais umas quantas analogias :)

Abrazo e boa tarde para si

Sisi disse...

nao costumo ler pra escrever o k sinto...
mas gostei do k li
parece bonito:)
beijinhos doces bom fim de semana
mu@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@:)))

Maite disse...

Cara Sisi

Ainda bem que gostou :)

Eu sou principalmente uma leitora.

Uma boa noite para si e bom fim de semana