terça-feira, abril 25, 2006

199 anos e dois dias depois do nascimento de Turner aconteceria em Portugal o evento mais emblemático da sua história

...pelo menos para nós que estamos vivos e presenciámo-lo, quer estivessemos na capital, quer na província. Eu lembro-me desse dia. Era um dia de sol e como todos os dias preparava-me para ir para a escola. A casa estava demasiado silenciosa, a minha mãe nem sequer deixou cair a observação costumeira de que eu já estava atrasada. Estava a tomar o pequeno almoço quando a "bomba" explodiu na rádio. "Uma revolução!...mas como é que vai acontecer uma revolução?! E porque é que uma revolução está a acontecer?" Exclamações e perguntas de uma míuda naif de 10 anos. Debrucei-me da janela para ver melhor a "revolução", olhei para o meu lado esquerdo e só uma coisa era diferente das outras manhãs. Os meus colegas já iam para a escola e passavam junto daquela casa e nada bulia ali. Logo ali em que dois pares de pastores alemães eram capazes de nos comer só porque lhes faziamos umas provocações(zitas) quando passávamos. O que vale é que a rede do jardim era suficientemente forte para os manter do lado de lá e nós do lado de cá a rir a "bandeiras despregadas". Era estranho...parecia que os cães tinham desaparecido assim como que por magia. À tarde já sabiamos de tudo...aquela casa era nada mais nada menos que uma das famosas casas da PIDE. E a partir daí ouviamos, dos colegas de escola mais velhos, histórias horríficas do que se passaria lá.

21 comentários:

Parrot disse...

Maite,

Muito interessante essa sua forma como viu (ou não viu) a revolução.
Casa da PIDE ao lado? Bolas, vc deve ser perigosa. Não me diga que com 10 anos já era vigiada?
lol

Bom resto de dia e viva a liberdade

Maite disse...

Parrot
O meu caro está com um enorme sentido de humor :))))
É verdade que tinha uma casa da Pide muito perto da minha e nunca tinha sido informada do facto. Onde poderei apresentar queixa? :))) É que depois de 32 anos ainda continuo com traumas por ter incomodado aqueles pobres cães :)))))))))

Bom resto de domingo para si e acrescentarei, agora a sério, viva a liberdade, mas a liberdade com responsabilidade.

P.S. não me diga Parrot que agora ando a ser vigiada! ;)))))

Parrot disse...

Maite,

Com estas coisas das "escutas" parece que qualquer um pode. lol

Mas tenho de lhe confessar que venho aqui todos os dias....penso que isto não pode ser considerado perseguição. Se o for, digamos que é uma "perseguição" por bons textos.:-)))))
Boa noite

PS - Isso mesmo, com responsabilidade

mtc disse...

Cara Maite

Recordo-me muito bem desse dia como se fosse hoje...foi um dia longo e intensamente vivido e que marcou a mim e a toda a minha família para sempre.

Passados 32 anos continuo a pensar que não devemos desistir, não devemos ser pessimistas nem desesperar mas sim continuar a lutar.

"Nem só de pão vive o homem"...vive-se de crenças, de convicções, de ideias...e de simpatias, claro está :)

Boa noite

PiresF disse...

E nós, com as nossas recordações, diferentes pela idade ou convicção com que foram vividas, relembramos esse dia.
Um abraço.

legivel disse...

Eu era um pedacinho(?!) mais velho e já sabia das realidades políticas deste país e não foi para mim surpresa a queda do regime.
Turner, conheci-o depois dessa data, em Londres. Na Tate.
Também não me surpreendi, ao conhecê-lo ao vivo e a cores.
Ambos os acontecimentos fazem parte, pela positiva, da minha já longa agenda de eventos. Com a nota mais para o "25Abril" apesar dos solavancos de percurso.
Eis-me de novo, revigorado e bem-disposto.
Tenha um óptimo dia de sol!!

Clarissa disse...

Memórias desse dia não as tenho...só por ouvir falar...por isso gosto sempre de as ouvir na primeira pessoa.
Um beijo grande
(Aproxima-se outro desafio :) )

Maite disse...

Parrot
Veja só onde chegámos?!! :)))
Afinal a "PIDE" continua a actuar. :))))) Já não se pode ter privacidade nenhuma :)))) Será que passados estes anos todos voltámos ao mesmo sítio ou melhor não saimos do mesmo lugar?!

Sempre será bem bem vindo neste cantinho :) e por mim continuarei a "espreitar" e a "escutar" o seu :)

Bom dia para si

Maite disse...

Cara MT
Espero que a tenha marcado de forma positiva como penso que a marcou. Eu não vivi esse dia intensamente, mas foi como que o "abrir dos olhos" para uma realidade que me passava completamente ao lado. No entanto os dias e os meses seguintes foram vividos numa euforia que era comum a todos, ao som das "palavras de ordem" de todos os poetas e músicos que comungavam desse ideal de liberdade e igualdade de oportunidades para todos (talvez não fosse bem assim, mas eu entendi-o como tal).

Bom dia para si :)

Maite disse...

Caro PiresF
É um facto indiscutível. Cada um relembra-o de uma forma muito particular.

Bom dia para si :)

Maite disse...

Caro Legível
Em primeiro lugar deixe-me dar-lhe as boas vindas :)

Para mim foi uma grande surpresa porque por variadíssimas razões incluindo a idade não me tinha apercebido da dinâmica e consequentemente da insustentabilidade do regime.

Turner é um marco incontornável e estava aqui a pensar se, de alguma forma, ele influenciou o Legível.

bom dia para si.

P.S. espero que venha "carregadinho" de histórias para nos contar :)

Maite disse...

Clarissa
Foi um dia inesquecível embora mais inesquecível tenham sido os dias e os meses seguintes.

Um novo desafio? :)

Bom dia para si

legivel disse...

Cara Maite:

Admiro a obra (e o autor, naturalmente... ) mas não me influenciou nas artes, embora jovem tenha começado pela paisagem. Mas passou-me depressa porque outras vias de intervenção plástica me convenceram. Outros e longos contos...
Já postei o primeiro "conto", mais curto que os habituais, que um mês de ausência causa alguma hesitação na rotina da escrita e apoiado como de costume por imagem(s) que fiz durante as férias.

Tenha um bom e claro dia!

mtc disse...

Cara Maite,

Toda a minha família ansiava por esse dia...por isso para mim não era de todo uma realidade que passava ao lado...

Desejo um bom dia para si também:)

Também vai ao lançamento ? ;)
Hope to meet you there...com três livros por baixo do braço.:)

Um abraço

Tacitus disse...

Sou filho de Abril mas infelizmente ainda não pousava os olhos neste cantinho quando tão memorável dia se desenrolou...foi saboroso sentir o teu pedaço de realidade dentro da imensidão dos acontecimentos desse dia...deixo-te um abraço com votos de um bom fim-de-semana!

mtc disse...

Maite caríssima
Passei para lhe desejar um óptimo fim de semana...desta vez sim - longo e prolooooooongado:)

PS: Ando com um azar danado - fui informada que não sou a única MT - de modos que - de momento apresento-me como mt - teresa....
Será que a minha saga irá terminar ou andarei de mês a mês a ser perseguida por nicks ? ;))
Que canseira :(

Um abraço

mixtu disse...

liberdade...sempre
jinhos

Maite disse...

Caro Tacitus
Um bom fim de semana para si

Maite disse...

Mixtu
Um bom fim de semana para si

Maite disse...

Cara MT
Bom fim de semana prolongado para si :)
Espero que a tal saga termine senão é uma canseira, de facto :)))

Maite disse...

Caro Legível
Já li os seus contos :) Parece-me que a retirada estratégica (as férias, quero dizer) trouxeram uma mais valia ao seu Papel de Fantasia
E agora deixou-me curiosa quanto às outras formas de intervenção plástica que o convenceram :)

Bom fim de semana para si