terça-feira, abril 04, 2006

"Quanto eu disser..."

Quanto eu disser não ouças,
quanto eu fizer não vejas;
e, se eu estender as mãos,
não me estendas as tuas.

Aceita que eu exista como os sonhos
que ninguém sonha,
as imagens malditas que no espelho
são noite irreflectida.

Talvez que então
da pura solidão
eu desça à vida.


Jorge de Sena

6 comentários:

Parrot disse...

Boa Noite Maite,

Aqui está um autor de que gosto. Jorge de Sena tinha uma capacidade fora do normal para "sair" da realidade, mas ao mesmo tempo tinha a capacidade de nos revelar uma parte humana invulgar (alguns acham que é arrogância).
Tem dois poemas que gosto muito....um é o "Beijo".
Este poema, considero-o triste.....espero que este não seja o seu actual estado de espírito.

Boa noite

Maite disse...

Parrot
Um escritor próximo de Fernando Pessoa. Imagine que até já foi acusado de glosar Fernando Pessoa o que é uma análise extremamente superficial.
A poesia de Jorge de Sena tem um toque grave, melancólico e sensitivo, quase carnal, uma esperança que encontra a sua fonte numa fidelidade, quase congénita, à responsabilidade de estarmos no mundo, ao valor e à capacidade de nós, seres humanos, nos reconstruirmos depois de despedaçados.

Conhece o conto "Homenagem ao Papagaio Verde" de Jorge de Sena? Nesse conto há uma das passagens mais belas da prosa narrativa portuguesa.

Boa tarde para si :)

Parrot disse...

“…..só o papagaio verde é meu amigo. (…) creio que existem anjos-da-guarda, o meu tem asas verdes…..”

Acredita que quando fiz o meu anterior comentário não me lembrei desse texto? Já agora.....qual é a passagem?

Boa noite

mtc disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
mtc disse...

Cara Maite

Enganei-me na tecla e de repente o que tinha escrito desapareceu.

Gostei do poema se bem que também o ache um pouco triste.

Uma boa noite para si :)

PS: Isto de estar a ver futebol com todos num alvoroço ... e a ler posts é...muito complicado no mínimo :)))

Maite disse...

Cara Dreamer

Um poema que traduz de forma magnífica a consciência de que, muitas vezes, vir à "superfície" depende de cada um. É a minha interpretação, claro. Muito subjectiva, eu sei.

Isto de fazer duas coisas ao mesmo tempo torna-se complicado:) E então ver o Benfica a jogar com uma equipa estrangeira ainda é mais :))

Boa noite para si :)